A verdadeira páscoa?

Tirar o foco do coelho e lembrar da morte de Jesus já é o suficiente?

Por Arlan Dantas
Categoria: Reflexões

E nesse fim de semana, mais uma páscoa foi comemorada. Mais uma vez, milhares de pessoas se lembraram que "Cristo é a verdadeira páscoa!" Mas será que estas que se lembraram disso já entenderam o que essa afirmação significa? Temos que admitir que tirar o foco do coelho e do chocolate não é o bastante!

Sei que já passou o dia da páscoa e que agora vai se iniciar um novo "período" para alguns cristãos e tal... Mas o que me fez produzir esse texto hoje, depois de já ter passado os dias que se referiam à páscoa, foi o que vi em um jornal na TV hoje à tarde... Enquanto falava sobre algumas encenações que haviam sido apresentadas por grupos de cristãos representando o processo de crucificação, morte e ressureição de Jesus, a apresentadora deu um foco considerável no sofrimento apresentado. Após algumas imagens da encenação, foram mostradas as falas de alguns dos cristãos que estavam assistindo ao espetáculo, os quais também focaram no sofrimento representado, alguns até expressando uma certa "pena" do que Cristo sofreu, e todos estes tomando Cristo como alguém que deve ser lembrado pelo sofrimento.

A reflexão que trago aqui hoje é: em quê focamos quando pensamos sobre a páscoa? Será que ainda pensamos nos coelhos e nos ovos de chocolate ou já entendemos que existe algo maior que isso para pensarmos? Se entendemos isso, será que entendemos o quão maior isso, realmente, é? Você já entendeu que a morte de Cristo foi mais que algo que temos que lembrar e sentir "pena"?

A morte de Cristo foi algo que, na verdade, muda as nossas vidas por completo! O sofrimento que Ele passou foi tão intenso pois não pagava apenas por algo que Ele fez (na verdade, Ele não fez nada para merecer aquilo), mas ele pagava o preço dos erros de milhares de pessoas, entre as quais você pode estar inserido.

Todos os dias erramos contra o Deus criador e esses erros nos impedem de se relacionar com Ele, por isso não merecemos nem sequer permanecer vivos! Mas Deus nos ama tanto que todos os dias nos dá a chance de a gente se arrepender dos erros e procurarmos viver de uma forma mais reta diante dEle.

Porém nunca conseguiremos viver completamente retos como Deus exige de nós. Por isso todo aquele sofrimento de Cristo... Nós sempre seremos culpados, pois sempre erraremos em algum lugar das nossas vidas, então por mais que a gente obedeça muitas coisas que Deus nos exige, sempre estaremos sujeitos à Sua ira!

E é diante desse contexto que Deus manda Jesus Cristo, que vive aqui obedecendo a completamente todas as exigências impostas por Deus e se entrega para sofrer o aquilo que nós, pecadores, deveríamos sofrer. Cristo morre para tomar para si a culpa que deveria ser nossa, a culpa dos nossos pecados!

O que quero te chamar a atenção aqui é que devemos sim lembrar de todo o sofrimento que Cristo passou e da forma como Ele reagiu àquilo tudo, apenas se submetendo a todo o sofrimento ao qual lhe submetiam. Mas acima de tudo isso, devemos lembrar que esse sofrimento tem um motivo: os nossos pecados! E que isso venha a nos alegrar e nos fazer agradecer a Deus por tudo o que Ele fez por nós, pelo Seu amor, pelo Seu carinho por nós! Pela graça que Ele derramou sobre nós, um presente que a gente nem sequer merecia, mas Ele nos deu com todo o amor!

Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo muito mais agora, tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.

Romanos 5:8-10

Referências

Romanos 5:1-10

Fale conosco. Hospedado pela Brasil Hospeda.