Meu Único Terno e Único Evangelho

Em algum momento vou precisar de um terno novo. Por outro lado, eu nunca vou precisar de um novo evangelho.

Texto de Erik Raymond.
Traduzido por Kellvyn Mendes.
Categoria: Devocionais

Eu tenho um terno. E usei ele para cada evento que exigia um terno ao longo dos últimos dez anos. Outro dia, enquanto estava me preparando para um casamento e escolhendo uma camisa e gravata, comecei relembrar algumas memórias desse terno. Houveram tantos casamentos com suas lágrimas de alegria. E houveram enterros com as suas lágrimas de tristeza.

Lembro-me de uma semana em particular, quando eu estava conduzindo um aconselhamento sobre o luto por causa de um funeral e aconselhamento matrimonial para um casamento. Em seguida, o funeral e o casamento aconteceram, com diferença de um dia entre eles. Eu vesti este terno em ambos os eventos.

Quando olho para trás, para esse fim de semana, me lembro de algo igual nos dois eventos: eu preguei o mesmo evangelho. E o povo foi confortado, incentivado, e devidamente exortado neste mesmo evangelho.

Olhei nos olhos de uma viúva de luto e a lembrei de sua esperança. Disse a ela que embora seu amado marido de várias décadas tenha ido, seu amado Salvador não iria deixá-la sozinha. Ele está com ela. Lembrei-lhe das promessas da Palavra de Deus e como seu marido estava agora na presença de uma grande multidão, diante do Rei ressuscitado dos céus. Lembrei-lhe que por causa da obra de Cristo, ela poderia deitar sua cabeça sobre o travesseiro das promessas de Deus, confiando que ele era fiel pra fazer tudo o que ele disse.

Também olhei nos olhos da noiva e do noivo e lembrei-lhes da sua esperança. Lembrei-lhes de suas obrigações como marido e mulher, à luz da relação de Cristo com a Igreja (Ef. 5). Mostrei-lhes como o evangelho é o modelo e motivação para tudo o que fazemos (Fp. 2:3-5). Ajudei-os a ver a necessidade de confiar e valorizar a Jesus por tudo o que ele é e tem feito por eles.

Da mesma forma, em ambas as situações, fui abençoado com a oportunidade de abordar aqueles que estavam reunidos. Em dois encontros, separados por um dia e uma razão para suas respectivas lágrimas, eles estavam unidos em suas necessidades de ouvir o evangelho de Cristo. E fui capaz, em ambas as ocasiões, de pleitear com os presentes a considerar as suas próprias almas perante Deus e a confiar no Senhor Jesus Cristo para o perdão dos pecados.

Você já considerou a bela versatilidade do evangelho? Ele se encaixa em cada ocasião e satisfaz todas as necessidades. A vida e morte de Jesus por nós é o que precisamos ouvir. Este evangelho é tão gloriosamente apropriado. É a calibração para toda a vida. Ele instrui casamentos e enxuga as lágrimas da viúva. Ele humilha os soberbos e fortalece os fracos. E em cada situação, afirma-se como a bela, suficiente e suprema prioridade de toda a vida. O evangelho é gloriosamente versátil.

Eu tenho um terno e um evangelho. Em algum momento vou precisar de um terno novo. A moda muda, bem como as cinturas. Por outro lado, eu nunca vou precisar de um novo evangelho. Ele está pronto. É sempre relevante e sempre o tópico mais importante para a nossa consideração, em qualquer situação.

 

Referências

Por: Erik Raymon. Copyright ©2016 The Gospel Coalition, Inc. 

Original: https://blogs.thegospelcoalition.org/erikraymond/2016/09/06/my-one-suit-and-one-gospel/

Erik Raymond é pastor sênior da Emmaus Bible Church em Omaha, Nebraska Ele e sua esposa Christie tem seis filhos. Você pode segui-lo no Twitter.

Fale conosco. Hospedado pela Brasil Hospeda.