Lembrando que Ele nos dá vida

Texto de Erik Raymond.
Traduzido por Kellvyn Mendes.
Categoria: Devocionais

Duas das mais emocionantes situações em nossa vida são a morte e o nascimento. Quando um amigo ou um amado nosso morre, nós vamos ao funeral e ficamos ao lado de sua família lamentando com eles. Quando alguém próximo nosso tem um bebê, nós da mesma forma ficamos ao lado deles, mas agora para nos alegrarmos com eles. Em ambas as situações a flecha que é atirada em nossos corações é a vida. A vida tem uma reação diferente em nossas mentes e emoções dependendo se for morte ou nascimento; mas é a vida ou a falta dela que nos traz a reação.

A Bíblia usa ambos os conceitos para descrever a experiência cristã. Antes da conversão nós estávamos mortos espiritualmente (Ef. 2:1). Essa morte espiritual era caracterizada pela nossa separação com Deus e descrita em termos de obras más (Cl. 1:21; Tt. 3:3). Uma vez que nos convertemos, nós fomos trazidos à vida (Rm. 6:4,13; Ef. 2:4-10). Essa vida é caracterizada pela comunhão com Deus e expressa em termos da obediência com a palavra de Deus e lealdade amorosa com Ele (1Jo. 3:1-10).

Algumas vezes eu luto para viver. Você talvez seja igual a mim. Na minha caminhada cristã eu fico lembrando que eu estou vivo e seguindo a Cristo, mas constantemente esqueço o que aconteceu antes. Eu outras palavras, eu estou lembrando da vida, mas esquecendo o nascimento e a morte.

Um acontecimento na Bíblia que tem me ajudado a pregar o evangelho ao meu próprio coração é o funeral na cidade de Naim (Lc 7:11-17). Jesus chega a cidade e percebe que está acontecendo um funeral para o único filho de uma viúva. Jesus começa a andar com uma multidão “considerável” onde havia muito choro e luto. Sem dúvida havia choro pelo filho, bem como pela pobre viúva a qual perdeu seu único filho e com ele o seu meio de sustento. Jesus entra na procissão. Ali, na frente do caixão aberto, na frente de todos, Jesus se aproxima e toca no caixão e no versículo 14 diz, “Jovem! Eu te ordeno: levanta-te!” E o que acontece? O jovem ressuscita. Ele tornou a viver!

Aqui nós temos morte e vida separados apenas por segundos um do outro. Luto se transforma em alegria. As lágrimas de tristeza no rosto da viúva foram rapidamente dissolvidas e trocadas por lágrimas de alegria!

Você consegue enxergar como esse relato exemplifica a experiência cristã? O Salvador se aproxima de você enquanto você está morto em seu caixão espiritual. Há tristeza, dor, quebrantamento e luto. O coração está enegrecido e frio, separado de Deus. E aqui vem Jesus, no poder do Espírito Santo ele te dá nova vida!! Ele abre os olhos, dá um novo coração, levanta os mortos espirituais!! A experiência espiritual da conversão de cada cristão reflete o funeral em Naim.

Esse é o motivo pelo qual eu acredito que é essencial voltar ao funeral e ao berçário todos os dias. Lembre-se que você estava morto e foi ressuscitado. O evangelho traz em si mesmo a verdade da sentença de morte da Lei com os meios para nos fazer tornar a viver através de Cristo!

A cada dia nós podemos lembrar da cena que transmite a realidade espiritual de estar morto e ser ressuscitado. As lágrimas de tristeza foram trocadas pelas lágrimas de alegria. Não esqueça disso.

Referências

Por: Erik Raymond. © 2015 The Gospel Coalition. Original: http://www.thegospelcoalition.org/blogs/erikraymond/2015/07/15/remembering-he-gives-life/

Tradução: Kellvyn Mendes.

Erik Raymond é o pastor sênior da Emmaus Bible Church em Omaha, Nebraska. Ele e sua esposa Christie têm seis filhos.

Fale conosco. Hospedado pela Brasil Hospeda.