Encontrando a Sua Identidade em Cristo

Nos últimos dias—o dia em que virmos Cristo face a face—não vamos somente conhecer a Deus como ele é, mas também vamos conhecer a nós mesmos como realmente somos.

Texto de David Powlison.
Traduzido por Kellvyn Mendes.
Categoria: Devocionais

Quem Você Pensa que É?

Quando se trata da sua identidade, você sempre deve começar com esse entendimento: a sua identidade é um presente da graça de Cristo. É um presente que—em nosso novo nascimento—Deus cria uma nova identidade para você como um filho do Deus vivo, como um homem que foi perdoado, como um homem que despertou para o temor do Senhor e sabe que Deus é grande e que ele é pequeno. Deus é quem nos avalia; não somos nós que damos a última palavra acerca de quem somos.

Há um trabalho progressivo durante toda nossa vida, no qual o Espírito Santo infunde, aprofunda, e imprime essa nova identidade e as suas implicações em nossas vidas. Ecoar as declarações de identidade que atravessam através do Salmo 119, Deus é o nosso mestre e nós somos os seus servos. Leva uma vida inteira para trabalhar as implicações do que de fato significa sermos servos da vontade de outro—que pertencemos à outro e somos comprados pelo sangue de outro.

Nos últimos dias—o dia em que virmos Cristo face a face—não vamos somente conhecer a Deus como ele é, mas também vamos conhecer a nós mesmos como realmente somos. Todos esses sentidos parciais sobre nossa verdadeira identidade irão ser plenos. Saberemos que somos filhos amados de um Pai amoroso. Saberemos que somos servos. Saberemos que as esperanças que colocamos nele se tornaram realidade. Nossa identidade e auto-compreensão serão concretizadas.

Como em tudo na nossa vida cristã, há sempre esta dinâmica do "de onde-para". O "de onde"—todas as nossas identidades antigas e equivocadas—precisa ser reconhecido e compreendido. De que forma você está propenso a definir incorretamente quem você é? É a sua carreira? É ser querido? É o prazer? A primeira batalha é definir corretamente como você se vê atualmente; a segunda parte é se apossar dos contrapontos adequados dessas identidades falsas.

Digamos que eu coloque a minha identidade em sempre necessitar de estar no controle. Esse é um grande exemplo de uma falsa identidade, porque ela assume que eu sou o Senhor. Se existe outra pessoa que é o Senhor, e ele está no controle, então eu preciso aprender o que significa confiar nele e se arrepender da raiva, ansiedade, intimidação, agressão e resistência que vem ao tentar afirmar o meu próprio controle. Eu preciso aprender a viver em um mundo no qual eu não estou no controle—um mundo em que eu sou frágil, dependente, vulnerável e mortal, reconhecendo que existe um Deus que está no controle que é um Deus de vida.

A dinâmica do "de onde-para" é central e atravessa completamente toda a vida cristã.

 

Referências

 

© 2001 – 2016 CROSSWAY

Original: https://www.crossway.org/blog/2015/12/finding-your-identity-in-christ/

David Powlison serve como o diretor executivo do Christian Counseling and Education Foundation e é um contribuinte do ESV Men's Devotional Bible.

Fale conosco. Hospedado pela Brasil Hospeda.