As bênçãos de Deus na salvação

Estudo sobre Ef 1.1-14

Por Miqueias Martins
Categoria: Devocionais

Paulo escreveu esta carta com o objetivo de explicar o motivo pelo qual estava preso (prisão domiciliar de dois anos em Roma e é a mesma referida em Cl 4.3,10, 18) e ele discortina o plano de Deus para a salvação. Éfeso era a capital da província romana da Ásia e foi importante para a expansão do cristianismo.

Os dois primeiros versículos deste capítulo relata apenas a saudação de Paulo aos moradores e santos em Éfeso. A partir do versículo 3 e discorrendo até o versículo 14, Paulo divide a ordem da salvação na Trindade.

  1. Ao Pai é atribuída a função do planejamento/concedimento de duas bençãos: eleger e predestinar (vers 3-1ª parte do 6). Com isso, podemos sub-intitular como "a obra de Deus na salvação";
  2. Da 2ª parte do vers 6 até o vers 12: "a obra do Deus Filho";
  3. Vers 13-14: "a obra do Deus Espírito Santo". *Observa-se que, no final dos três, ele encerra com "para louvor de Sua glória".

Paulo mostra como o Deus Triuno concede, desde a eternidade, à igreja que executou a sua obra na história e continua ainda hoje. Assim, Cristo colocou em andamento o plano extraordinário de Deus e o Espírito Santo chama os escolhidos.

Vejamos, no papel de Cristo na obra da redenção, as suas bençãos.

Antes de começar a citar as bençãos de Cristo na redenção, desejo fazer algumas observações:

benção: ACEITAÇÃO;

2ª benção: REDENÇÃO (nos vers 7 e 8 fala sobre redenção, algo que remissa também á libertação de Israel do Egito no AT e remissão de pecados);

3ª benção: foi que a vontade de Deus, em Cristo, foi desvendada (vers 9);

4ª benção: Termos conhecimento de Deus (isso é benção, irmãos!!) e

 benção: Sermos feitos (IGREJA) herança em Cristo (Sl 2.7,8; Is 53.10-12).

Isso são ou não são bençãos? Pensem: estávamos mortos no e pelo pecado cometido anteriormente e agora nós, os eleitos, estamos vivos com Cristo, nossos pecados foram redimidos, fomos aceitos por Deus, temos conhecimento de Deus e da Sua vontade e somos herança dEle. Olhem que coisa maravilhosa!! Isso é motivo de glorificação até o nosso último dia aqui na terra!! GLÓRIA SEJA DADA A DEUS, UNICAMENTE!!!

Para encerrar, vamos fazer um breve resumo do vers 7 deste 1º capítulo. Lá, no finalzinho, vemos que Paulo diz "segundo a riqueza da sua graça". Não esqueçam, falamos acima, das diferenças entre as duas graças. Esta graça é a Graça salvadora de Deus e resumimos assim:

BENEFÍCIO: bençãos espirituais em Cristo nas regiões celestiais (v. 3); remissão dos pecados (v.7). ORIGEM: Escolha divina na eternidade (v. 4); o beneplácito da sua vontade (v.5).

PROPÓSITO: Sermos santos e irrepreensíveis (v.4); convergência em Cristo (v.10).

PRIVILÉGIO: Adoção na família de Deus por meio de Cristo (v.5). PREÇO: O sangue de Cristo (v. 7).

MEIOS: Pregação da Palavra, que conduz á fé em Cristo (vs. 12-13).

GARANTIA: O Espírito Santo como penhor da nossa herança (vs 13-14).

Espero ter ajudado aos nobres em Cristo a levar um pouco do conhecimento da Palavra de Deus. Oreis por mim, pois necessito diariamente disso. Graça e paz a todos (as) em Cristo!!

Fale conosco. Hospedado pela Brasil Hospeda.